Pages

25 setembro 2010

[My Life] O Reencontro


Tinha prometido pra mim mesmo que não ia mais desabafar o que quer quer fosse no calor da emoção! Isso só me atrapalha... Mas, a emoção domina meu ser. E eu preciso falar!
Hoje foi uma dia muito aguardado por mim. Eu sou uma pessoa extremamente ligada àqueles que passam / passaram por minha vida. Não seria diferente com meus amados colegas da faculdade. Foram quatro anos de curso. Quatro anos de alegrias, sofrimentos, risadas, lágrimas e blá blá blá! E exatamente hoje faz três anos de nossa formatura. Resolveu-se então fazer um pequeno reencontro, regado a muita cerveja, vodca e churrasco (não com a carne da já falecida Vaca Jersey!).
Antes mesmo do tal reencontro já chega a meus ouvidos a notícia de que alguns dos meus colegas não iriam 'porque o grupinho que iria estar lá não era o grupinho deles'. OI? Desde quando uma festa de reencontro tem grupinho? A intenção da festa não é REENCONTRAR OS COLEGAS DE FACULDADE??? Whatever... Se não queriam ir, só lamento pra eles: perderam bebida, comida e minha ilustre e iluminada companhia!
Daí que quando já estávamos nas vias de irmos embora, eis que uns e outros se animam pra sair ainda na noite de hoje. Então começam os convites daqui e dali, trocas de telefones e tal. Apesar de ter bebido muito, eu estava só na observação do frenesi. Aguardando os acontecimentos, apesar de já ter uma leve noção do que viria. Eis que realmente aconteceu: não recebi convite algum; nempra ir embora! A sensação de ser ignorado foi tão grande. E o pior, ser ignorado por alguém que eu tinha estima. Como disse uma colega certa vez: é foda ter consideração por alguém (nesse caso por 'alguéns') que não sente o mesmo por você!
Pra variar, posso estar sendo muito dramático, estar fazendo tempestade num copo d'água, mas o fato é que fiquei extremamente chateado. Me senti menosprezado, ignorado, sem valor. E algo que eu já vinha sentindo há algum tempo por parte de algumas pessoas não só desse grupo: tenho escolhido minhas amizades erroneamente. As pessoas que considero amigos, não me consideram da mesma forma! Elas não sentem por mim a mesma estima que sinto por elas. E isso me deixa ainda mais deprimido porque eu sou do tipo de pessoa que dá a vida por um amigo. Pena não poder esperar, pelo menos, uma reciprocidade deles...
Mas é a tal coisa: só porque ele(s) não te ama(m) do jeito que você quer, não significa que não te ame(m) com tudo que pode(m)!
Ainda sobre essa festa, tem mais um assunto que me deixou intrigado. Mas é pra um próximo post, porque esse sim precisa ser analisado cuidadosamente antes de qualquer coisa...

6 comentários:

Senhor da Vida disse...

Sei bem como é se sentir assim, ate porque ja me aconteceu de reencontrar por acaso com colegas de escola,segundo grau, e perceber a reação de querer fazer de conta que não me reconheceu.
Alguns realmente faziam cara de #Vaza! Claro que nem é preciso explicar porque.
Mas hoje apesar de na hora a gente ficar na coisa de #poxa, como pode uma pessoa que vivia na sua equipe de trabalhos,recreios so nas piadas e tal, de repente te ignora.
Mas a verdade é que as pessoas passam pela nossa vida de forma diferente tanto na intensidade como no tempo.A gente que meio quer manter todos que poder pra sempre na mesma energia, e isso não e possivel.Todo mundo ta seguindo o seu caminho.
Aproveitemos os que hoje estão perto, curtindo nossa amizade, pois amanha pode ser a gente que tenha que seguir viagem e deixar muito gente com saudades.O importante é tirar proveito de cada pessoa.
Foi valida a tentativa, acho que hoje eu adoraria um reencontro assim, mas iria com menos coração, mais pé no chao.Grande beijo!

Lobo Cinzento disse...

A sua turma pode ser a mais unida do universo: sempre vão existir os grupinhos de maior afinidade.

Mas não fique triste não. Isso é bom para praticar o desapego. Tapa na cara só dói na hora.

Beijos Voy. Fica bem.

Gato de Cheshire disse...

Ahh gato, é assim mesmo... acontece, vira essa página e pensa que os melhores amigos ainda estão por vir... O negocio é olhar pra frente...

Paulo Braccini disse...

é assim mesmo querido ... isto é do SER humano mesmo ... mas com certeza vc tem e terá sempre grandes e sinceros amigos ...

bjux

;-)

Renato Orlandi disse...

Imagino como seja essa sensação, aconteceu comigo algumas vezes, depois que recusei um desses tipos de convites apenas não me chamam mais, rs.. Prefiro pensar que mudamos, e por isso aquela amizade do passado já não nos serve para a pessoa que somos hoje e o contrário também as pessoas mudam, as vezes é melhor apenas relembrar do que saber "o que aconteceu" com determinadas amizades... é por isso que a saudade é mentirosa.. fica bem amigo! bjao!

Glaukitos disse...

Poxa amigo ,que chato isso.
Mas entendo vc.

Mas por favor, não fica triste não.Sua pele de pêssego não merece.
E veja por outro lado.O povo da faculdade manca com vc mas nós blogayros te amamos(momento emO)

abraço e força na peruca guri.