Pages

05 setembro 2010

[Entretenimento] Descontração em Cristo


Lá na roça, um menino e uma menina foram criados juntos, desde que eram bem miudin...
O tempo foi passano, passano, eles foi creceno, creceno. Aí se casaro.
No dia do casório, sacumé, povo da roça não viaja na lua de mér, já vai direto pra casinha de pau a pique. Chegano lá na casinha, o Zé, muito tímido, vira para Maria e fala:

- Ó Maria, nois vai tirano a rôpa, mais ocê num mi óia, nem ieu ti óio, vamu ficar dis costa.

Maria responde:

- Tá bão Zé. Intaum eu num ti óio e ocê num mi óia, cumbinado.

Nisso Maria abre a malinha de papelão novinha que ganhou do pai, tira a camisola que ganhou da mãe. Maria tira a roupa. Ao vestir a camisola notou que a mãe tinha lavado, ponhou no sór pra módi quará e ficá bem branquinha.. Tava um capricho só a camisola. Só que a véia pra mode branquiá a camisola, lavô dimais qui incurtô a dita prá mais di parmo e usou goma demais prá passar a camisola, deixando muito engomada.
Maria então diz:

- Meu Deusducéu, cuma é qui eu vô drumi com um trem duro e piquininim desse?

Aí o Zé fala:

- Ah Maria! Assim num vale! Ocê mi oiô, né?

==//

O bêbado passa em frente a um templo evangélico e escuta o maior
barulho, gente chorando, gritando, desmaiando, berrando, estremecendo.
Ele pergunta a alguém que está na porta
- Que é que está acontecendo ai dentro?
- Jesus está operando, irmão!
E o bêbado:
- Pôrra, mas sem anestesia?

==//

Barak Obama e Gordon Brown estão num jantar na Casa Branca...
Um dos convidados aproxima-se deles e pergunta-lhes:

- De que é que estão conversando de forma tão animada?
- Estamos fazendo planos para a terceira Guerra Mundial, diz Obama.
- Uau!', exclama o convidado. E quais são esses planos?
- Vamos matar 14 milhões de argentinos e um dentista, responde Obama.

O convidado parece confuso e pergunta:

- Um... dentista? Porque é que vão matar um dentista?

Brown dá uma palmada nas costas de Obama e exclama:

- Não te disse? Ninguém vai perguntar pelos argentinos!!!


==//


Na sala de aula, o professor estava analisando, com seus alunos, aquele famoso poema de Carlos Drummond de Andrade:

"No meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho.
E eu nunca me esquecerei
Que no meio do caminho tinha uma pedra
Tinha uma pedra no meio do caminho."

Depois de ter explicado exaustivamente que, ao analisarmos um poema, podemos detectar as características da personalidade do autor, implícitas no texto, o professor pergunta:

- Joaozinho, qual a característica de Carlos Drummond de Andrade que você pode perceber neste poema?

- Uai, professor, eu tô matutando aqui: ou ele era traficante ou usuário.

4 comentários:

Paulo Braccini disse...

aê minino do sorriso lindo ... [abafa] ... morri ... tádinho do Zé ... kkkkkkkkkkkk


bjux

;-)

pinguim disse...

Adorei a primeira história.

WonderMan disse...

hahaha... Ri mto!
A primeira piada é a melhor!

Glaukitos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkk
]Ótimas!