Pages

22 agosto 2010

[My Life] Ridiculamente Ridículo


O post de hoje é ao som de 'Monte Castelo', do Legião Urbana, interpretada por Jay Vaquer!

Certa vez, ao chamar um amigo pra sair ele me soltou essa pérola:
AMIGO: Vamos sim, mas só não vou em boate. Estou velho demais pra isso!
Olhei pra ele e fiquei surpreso por ele, com apenas 24 anos, ter dito isso assim, na maior naturalidade. A princípio, achei que ele estava com medo de que o chamasse pra ir em alguma das boates GLS que tem aqui na cidade e que eu estava começando a frequentar com maior assiduidade. Porque apesar de nunca ter me aberto pra ele, ele sabe que sou homem que gosta de homem. Assim sendo, senti uma pitada de homofobia da parte dele, um medo de ser levado a um lugar que pudesse de alguma forma machucar ele. Afinal, eu, que sou um ano mais velho que ele, estava me sentindo na fase áurea das baladas. Mas consenti, apesar de nunca mais termos saído juntos, nem pra cinema, nem pra barzinho.
O tempo passou - nem tanto tempo assim - e esse fim de semana eu voltei a mesma boate com outros dois amigos: um heterocara simpatizante (suspeitas minhas de que seja bissexual, mas #abapha!) e um gay assumido. Tinha ido nessa mesma boate há 20 dias e me divertido muito, mas sem azaração. Como sou uma pessoa santa, pura e casta, além de casada, fui apenas pra dançar, beber e exorcizar os fantasmas da depressão! E tinha ido com esse mesmo heterocara simpatizante, que por sinal fez muito sucesso com umas barbies lá, que até se ofereceram para levá-lo em casa após a balada. E talvez por não ter dado moral, por não perceber ou por ser hiper ultra mega power plus advanced feio mesmo, não recebi cantadas nem coisa semelhante. #EgoModeOff
Mas ontem foi diferente. Diferente no sentido do 'feeling' na balada. Novamente fui pra diversão - estou num período crítico de estresse provocado por trabalho, sem intenção de pegação. Mas me senti muito travado ontem. Não conseguia dançar, nem mesmo com ajuda de algumas doses de álcool. Estava me sentindo ainda mais feio do que o normal. Estava me sentindo ridículo além do suportável. e não sei explicar o porque disso. Eu ali dançando 'Bad Romance', 'All The Lovers', 'Commander' e me sentindo totalmente um peixe fora d'água. Vocês conseguem visualizar? Conseguem me compreender?
E como meus amigos também estavam achando a balada chata - PQP, eu sou melhor DJ do que os que estavam lá ontem! - acabamos saindo de lá mais cedo do que o costume. E como a pobreza impera, pra não gastar mais com táxi, fomos fazer um lanche para esperar a hora do primeiro ônibus. Eu já levemente alcoolizado, escutando e falando sobre os acontecimentos da noite, só fui me deprimindo ainda mais. Sem motivo aparente.
No fim das contas, depois de dormir, sonhar com a balada, acordar, pensar em todo o meu explendor ridículo, só vim a confirmar que meu amigo estava certo: não tenho mais idade pra boates! Não consigo mais me ver dentro de uma - talvez, dentro daquela mesmo apenas - tão cedo. Não sem me imaginar fazendo cosplay de Mariah Carey, sem a voz e o dinheiro dela...


P.S.: por que 'Monte Castelo' pra sonorizar o post? Porque foi a primeira música que ouvi hoje depois de acordar...

8 comentários:

Lobo Cinzento disse...

Feeling...

Eu acho que não existe isso de não perterncer mais a algum lugar depois de certa idade. A gente tem liberdade de onde ir com a idade que bem entender... mas tem dias que a vibe é outra, bem outra...

Beijos Voy!

Paulo Braccini disse...

Jay Vaquer! eu fazia ... ummmmmmm ...

Concordo com o Lobo ... vou a onde estou com vontade e dependendo do q estou precisando no momento ... simples assim ... é viver plena e abundantemente ...

bessos

;-)

Renato Orlandi disse...

Jay Vaquer! eu fazia ... ummmmmmm ... [2]

Eu tenho muitos problemas com boite tb e mtas historias boas sempre fico em duvida se gosto ou nao rs, mas as vezes nao pego nd tb ahsuahusa kker dia podemos marcar, aew LIERALMENTE acabaaaamos com a boite ahsuahsuahsua...

bjuu!

pinguim disse...

Eu já não tenho há muito tempo...
Aliás, nunca gostei muito de discotecas; prefiro um bar agradável, com boa música de fundo, que permita uma conversa animada.

Glaukitos disse...

Boate?
Nem lembro mais..¬¬

Serginho Tavares disse...

se ele já se considera velho aos 24espere até chegar aos 30
e boite pra mim já deu
nem sei mais o que é isso!

rs

Arsênico disse...

Ah como eu lhe entendo...

To nessa fase: Me sentindo uma Irene!

Tudo é fase... e acho que minha de baladas já passou... Se for pra sair e voltar pior que antes... prefiro ficar em casa vendo um bom filme!

***

;-)

Senhor da Vida disse...

Concordo com os comentarios acima,que dizem que tudo depende da nossa necessidade do momento.
Mas ja vivi situação parecida, de ir pra noite, querendo exorcisar, sair da rotina, mas ai: musica, ambiente,pessoas, enfim, parecia que havia conspiração trash.jejeje
Por fim vc descobre que na real quando somos nós que nao estamos bem, tudo tem sabor amargo, porque é o nosso ponto de vista.São fases, abs!