Pages

12 julho 2010

[Futebol] The Time for Africa



E terminou ontem o maior evento futebolístico do planeta. Foram 30 dias em que os olhos daqueles que gostam de futebol - e daqueles que não gostam também - estiveram voltados para a África do Sul, na realização da 19ª Copa do Mundo. E para surpresa de muitos - inclusive a minha - a Copa foi surpreendente. Um organização impecável. Estrutura fora do sério.
Nos primeiros jogos, a única coisa que deixou a desejar foi o futebol. Talvez pelo nervosismo da estréia, vimos poucos gols e um futebol bem abaixo das expectativas, à exceção de Alemanha, Argentina e Espanha (que mesmo perdendo o jogo mostrou um futebol convincente). Mas essa pouca criatividade dos craques passou a medida que os jogos avançavam. Ao final, mesmo que ainda jogos com poucos gols, fomos brindados com verdadeiros espetáculos.
Muito contribuiu para esse espetáculo, principalmente pra quem viu a Copa do conforto de sua residência, a transmissão dos jogos. O uso da super câmera lenta foi um espetáculo a parte. Jogadas que pareciam simples foram transformadas em um 'evento'. E nunca se viu uma transmissão tão limpa quanto a dessa Copa. Limpa no sentido de não haver aquele monte de informações e gadgets e afins na tela durante as partidas como acontece nas transmissões da Globo e Band para os campeonatos aqui do Brasil.
Ainda acerca das transmissões, eu que acompanhei a copa praticamente toda pela Globo, destaco o programa 'Central da Copa' com apresentação de Tiago Leifert e Luis Ernesto Lacombe e comentários de todo um time de especialistas no assunto, com destaque para Caio Ribeiro. O entrosamento entre Tiago e Caio nos programas foi sensacional. E a expontaneidade, criatividade e irreverência de Tiago transformaram o programa global no queridinho dos telespectadores. Nota 10!
Outros dois grandes destaques da copa foram a bola - a famigerada Jabulani - e a vuvuzela. Nunca antes na história das copas uma bola ficou tão famosa quanto ela. Para delírio dos espectadores e sofrimentos dos jogadores, a Jabulani talvez tenha sido o grande nome da Copa da África. Já as malditas e infernais vuvuzelas, apesar de serem destaque, merecem não menos que o esquecimento! Aquelas cornetas
criados pelo próprio diabo pra infernizar os ouvidos alheios não deixará saudade alguma (tenho muito medo do que pode aparecer na Copa de 2014 no Brasil pra 'concorrer' com a vuvuzela) tanto pelo barulho ensurdecedor quanto pelas piadas infames que surgiram aos montes mundo afora...
Já o grande destaque negativo foi a arbitragem. Roubaram e erraram muito esses 'homens de preto'
(que nem só de preto se vestiam). Passaram a mão no México contra a Argentina (pelas oitavas de final), na Brasil contra Costa do Marfim (pela segunda rodada da primeira fase), na Inglaterra contra Alemanha (nas oitavas de final, o maior e mais grosseiro erro dessa copa). Só pra citar três jogos. E tudo em decorrência da teimosia da FIFA em não fazer uso de tecnologia para ajudar os árbitros e evitar erros tão descarados assim.
E a África nos trouxe uma surpresa agradável no seu último suspiro: a consagração da Espanha
como a mais nova campeã mundial de futebol. Ela chegou como favorita, tropeçou na primeira rodada mesmo mostrando um futebol criativo, bonito e pra frente, mas depois se recuperou e, mesmo não marcando muitos gols (é a campeã do mundo com o pior ataque da história das copas) mostrou que dessa vez não veio a passeio e quis mostrar que a fama de amarelona é passado! Vitória merecida.
Quanto à nossa seleção, prefiro não comentar...
Forlan do Uruguai foi eleito o craque da copa. Casillas da Espanha, o melhor goleiro. Müller da Alemanha, a revelação e artilheiro da competição. Acho que faltou aí David Villa da Espanha, mas todos mereceram!
Agora é aguardar quatro anos para que possamos receber o mundo do futebol em nossa casa e tentar o hexacampeonato. Falando em Copa de 2014, o logo oficial ficou simplesmente 'cagado' certo? Daí que achei esses dois logos aí abaixo na internet. Bem melhores que o original.
logomarca original


5 comentários:

Paulo Braccini disse...

mas o melhor mesmo da copa foram os corpos ... cada conjunto de carnes ... aff ...

ansioso por 2014 só para poder ver ao vivo as carnes e quem sabe desfrutar de muitas ... turists come on ...

bjux

;-)

Lobo Cinzento disse...

Fico com o Braccini.. ah, os corpos... hahaha

Mas eu morro de medo mesmo é da concorrente da vuvuzela... imagina, uma coisa mais barulhenta que aquilo?! Discunjuro!

Glaukitos disse...

AAAA, o barulho das vuvuzelas me deprimia,rsrsr.
É acabou o desfile dos homens gostosos, digo.. grandes jogadores do mundo.
Agora só 2014....

Serginho Tavares disse...

graças a deus essa copa acabou
acho que de todas foi a mais chata e nem foi porque o brasil não ganhou e sim porque so o som daquelas vuvuzelas do inferno acabam com a paciência de qualquer um!

Guilherme Bandeira disse...

Valeu pelo elogio! Fiz os logos brincando, mas a galera começou a apoiar a ideia, tem mais lá no blog, valeu!

Abraço!

Guilherme Bandeira
www.olhaquemaneiro.com.br
www.fandangossuicida.com.br