Pages

19 maio 2010

[Comemorativa] Dia Contra Homofobia

Eu sei que o Dia Internacional de Luta Contra a Homofobia foi anteontem, 17 de maio, mas só hoje consegui tempo pra postar alguma coisa sobre a data.
A data de 17 de maio foi escolhida por ser a data que, em 1990, foi oficialmente retirado do CID (Classificação Internacional de Doenças e Problemas Relacionados a Saúde da Organização Mundial de Saúde) o termo 'Homossexualismo' e a Homossexualidade deixou de ser tratada - pelo menos em teoria - como uma doença.
Várias manisfestações foram feitas mundo afora para comemorar essa data e vocês devem ter visto e lido sobre todas elas - se não leu, trate de ler IMEDIATAMENTE por uma questão de bom senso - e por isso não vou relatar nada sobre elas aqui. Mas digo que vale a pena ler a página da Wikipédia que trata da Cronologia dos Direitos Homossexuais.
Colocarei aqui algo 'diferente' e esclarecedor: 5 Mitos sobre os Gays.

1 - Animais são sempre homossexuais
Há quem conteste o homossexualismo por dizer que não é parte da natureza, já que não existem animais gays. Mentira. Animais como pinguim, golfinho, bisão, cisne, girafa e chimpanzé são apenas alguns exemplos de animais que praticam relações homossexuais.Isso derruba outro senso comum, de que os animais só fazem sexo para reprodução. O que ainda intriga os cientistas é o motivo. As teorias mais aceitas dizem que o relacionamento de animais do mesmo sexo ajuda a fortalecer laços sociais.


2 - Relacionamentos Gays não duram
Geralmente, se tem essa idéia. Ou pelo menos que eles não duram tanto quanto as relações heterossexuais. Algumas teorias psicológicas afirmam que é justamente o preconceito das outras pessoas e a dificuldade de reconhecimento legal que levam os casais homossexuais a desejarem fortalecer um relacionamento. Um estudo da Universidade de Washington acompanhou casais gays por um período de doze anos, e constatou que um a cada cinco casais romperam a relação, taxa inferior à de divórcios no mesmo período.



3 - A maioria dos pedófilos são gays
Essa é uma questão delicada, já que pedofilia é um dos poucos assuntos no mundo em que há unanimidade: ninguém defende publicamente a pedofilia. Quando se trata de traçar um perfil do pedófilo, alguns imaginam uma compulsão a desejos homossexuais. Um instituto de Psiquiatria no Canadá fez um estudo com gays para descobrir se havia alguma ligação entre as duas coisas. Os cientistas chamaram homens homo e outros heterossexuais, lhes mostraram fotos de crianças e mediram sua excitação sexual. Os homossexuais não reagiram mais fortemente à imagem de meninos do que os héteros à de meninas. Um outro estudo, da Universidade do Colorado, analisou 269 casos de abuso infantil. 82% dos casos foram iniciativa de adultos heterossexuais, e os 18% restantes ficaram divididos entre homens gays e lésbicas. De lambuja, o estudo afirmou concluir que homossexuais tendem a resolver conflitos mais facilmente.

4 - Casais gays não são bons como pais ou mães
Uma idéia que envolve legalidade, já que a justiça da esmagadora maioria dos países proíbe o casamento homossexual, também não se mostrou verdadeira. Muitos fazem fileiras contra o casamento gay porque não admitem a possibilidade de que eles possam formar uma família. Estudos analisaram alguns quesitos com os filhos de casais. 90 adolescentes foram analisados, por exemplo, na escola, e a média de nota foi superior em filhos de casal homossexual. O estudo mostrou também que não há entre filhos de casal homossexual tendência nenhuma para entrar em delinquência juvenil, que ás vezes é relacionada a revoltas ou traumas de infância. A conclusão do estudo, de que não há mal nenhum em que casais gays criem filhos, foi publicada em uma revista norte-americana em fevereiro deste ano.


5 - Ser gay é uma escolha
Esta aqui pode causar a maior surpresa: um estudo afirma que o homossexualismo não é uma escolha, é genético! Um estudo da Universidade McMaster, em Ontario (Canadá). Entenda: a pesquisa analisou gêmeos univitelinos ( gêmeos idênticos em que todos os genes são compartilhados), com gêmeos bi vitelinos (chamados de gêmeos fraternos, onde apenas 50% dos genes são iguais). Observou-se que os gêmeos idênticos estão mais propensos a ter a mesma orientação sexual – seja ela qual for – do que os gêmeos fraternos. Ou seja, na maioria dos gêmeos idênticos, se um deles é gay, o outro também o será, ou seja, está no gene. O estudo também achou outras possíveis causas para a homossexualidade. Uma delas, curiosa, é a exposição hormonal do feto dentro do útero durante a gravidez. E há particularidades no organismo de indivíduos sexuais, tais como diferenças no sistema nervoso central. E uma surpreendente, que caracteriza os gays pelo formato da orelha!


Fonte: Internet

2 comentários:

Paulo Braccini disse...

Agradecendo e retribuindo o carinho da visita ... adorei os coments por lá ... super super seu senso de humor ... isto é muito bom nos dias de hoje, afinal, de amargo basta o café sem açúcar né?

Gostei daqui e do outro ... seguindo e linkando para voltar sempre ...

bjux queridão ...

;-)

Glaukitos disse...

Excelent post amigo.Arrasou!

Ah ,falando em animais.Certa vez estava chegando na fazenda de parentes e demos de cara com um boi fazendo boquete pro outro...kkkkkkkkkkkkkkkk

Quer mais prova de homossexualidade que isso? rsrs